Como a Alimentação pode Impactar na Constipação Intestinal?
12 de janeiro de 2022
Quais Alimentos podem Afetar a Saúde da Sua Pele?
12 de janeiro de 2022

O Índice Glicêmico dos Alimentos e Suplementos é mesmo tão Importante?

Atualmente, com a chegada das férias e datas festivas, a discussão sobre o índice glicêmico veio à tona novamente. O índice glicêmico é o valor referente a elevação nos níveis de glicose no sangue a partir da ingestão isolada de 50g de carboidrato de um determinado alimento ou suplemento. Ou seja, corresponde a elevação de açúcar do seu sangue quando você for consumir por exemplo arroz branco.

Para que se tenha um melhor entendimento acerca do assunto vamos a um exemplo mais aprofundado. 

  • O índice glicêmico do arroz é de 73, 73 então será a elevação da glicemia ao consumir 50g de carboidrato do arroz, que corresponde a aproximadamente 180g de arroz puro.  
  • Dificilmente encontraremos alguém que consome somente arroz branco puro, por isso mais importante do que o índice glicêmico de um alimento ou suplemento em específico, são as combinações que fazemos com eles. Essa combinação de alimentos e composição dos alimentos corresponde a carga glicêmica. 

A carga glicêmica possui relevância, visto que esta corresponde a um indicador de qualidade e quantidade de carboidrato, a partir de uma determinada porção consumida desse nutriente pela dieta. Além disso, fornece o resultado do efeito glicêmico da dieta como um todo porque avalia a porção de carboidrato disponível dos alimentos e engloba também o índice glicêmico.

  • Exemplo: Se consumimos 180g de arroz branco é uma carga glicêmica, se passarmos a consumir 100g de arroz branco essa carga diminui. Se adicionarmos feijão à preparação reduzimos ainda mais essa carga glicêmica, ao adicionarmos vegetais e proteínas ela ficará ainda menor. 

Conclui-se então que a carga glicêmica em um cenário de alimentação saudável possui maior importância que o índice glicêmico isoladamente. 

Além do cenário abordado acima, é comum que praticantes de atividades físicas que almejam a perda de gordura, acreditem que elevações maiores na glicemia de forma aguda possa acarretar em um ganho de gordura, através da liberação da insulina, porém isso de fato não ocorre. 

O ganho de gordura se torna possível somente em um cenário de excessos calóricos, visto que a insulina só age na deposição de gordura quando há excesso calórico. 

Então se você possui uma boa alimentação com consumo de frutas e vegetais, a carga glicêmica das suas refeições provavelmente já será mais baixa. 

Referências: 

Carvalho, Gisele Queiroz e Alfenas, Rita de Cássia Gonçalves. Índice glicêmico: uma abordagem crítica acerca de sua utilização na prevenção e no tratamento de fatores de risco cardiovasculares. Revista de Nutrição [online]. 2008, v. 21, n. 5 [Acessado 22 Dezembro 2021] , pp. 577-587. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/S1415-52732008000500010>. Epub 12 Jan 2009. ISSN 1678-9865. https://doi.org/10.1590/S1415-52732008000500010.

Silva, Flávia Moraes et al. Papel do índice glicêmico e da carga glicêmica na prevenção e no controle metabólico de pacientes com diabetes melito tipo 2. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia [online]. 2009, v. 53, n. 5 [Acessado 22 Dezembro 2021] , pp. 560-571. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/S0004-27302009000500009>. Epub 11 Set 2009. ISSN 1677-9487. https://doi.org/10.1590/S0004-27302009000500009.

Vanessa Stumpf
Vanessa Stumpf
Nutricionista Fullife (CRN: 26240/P)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.